Debate, cultura e empoderamento: portas abertas

Texto e fotos por Lucas Zanetti

A Unesp de Bauru está ficando famosa. Em 2015, em três ocasiões foram encontradas pichações contra minorias historicamente oprimidas nos muros da Universidade. As fotos do ocorrido viralizaram e tiveram grande alcance midiático.

A primeira vez, foi contra negros, negras, atingindo diretamente o professor Juarez Xavier. Na segunda ocasião, o ataque foi contra alunas negras, gordas, feministas e um homem gay. A terceira foi uma incitação de ódio contra homossexuais ao lado de uma suástica nazista.

Como resposta o Coletivo Feminista Abre-Alas criou o debate ‘’Portas Abertas’’ sobre as relações de opressão na Universidade. O evento contou também com a presença da rapper são carlense Sara Donato, que mandou um som para os alunos e professores presentes. Confira:

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s