Tabela periódica ganha quatro novos elementos

Conheça os novos componentes e saiba como o tema será aplicado no Ensino Médio

Por Laís Esteves

tabela periódica - imagem

Kosuke Morita, cientista, apresenta uma cópia da Tabela Periódica contendo o elemento 113, criado por japoneses do Instituto Riken (Foto: Kazuhiro Nogi/France Presse)

União Internacional de Química Pura e Aplicada (IUPAC) anunciou a inclusão de quatro elementos químicos na tabela periódica. Os novos elementos ainda não foram nomeados e por isso são conhecidos pelos números atômicos: 113, 115, 117 e 118. Segundo o Professor de Química Júlio César Santos, esse número corresponde à quantidade de prótons presentes no núcleo atômico de um elemento. “No caso do elemento 113, por exemplo, podemos concluir que ele possui 113 prótons em seu núcleo”, explica o professor.

O nome oficial será decidido com a ajuda das equipes de pesquisadores do Japão, Rússia e Estados Unidos, responsáveis pela descoberta. A nomenclatura pode ser baseada a partir de conceitos mitológicos, fazer referência a um mineral, um país, um lugar, uma propriedade ou ao nome de um cientista.

Os novos elementos não existem na natureza, pois foram criados em laboratórios. Para o Professor Santos, a introdução desses elementos na tabela periódica é o reconhecimento de uma pesquisa a qual levou anos para ser concluída. A demora se deve ao fato de os elementos serem instáveis e durarem apenas um curto período de tempo, dificultando seu estudo.

Os quatro materiais completam a sétima linha da tabela periódica, portanto o sistema responsável por organizar os elementos químicos deve ser atualizado. Nos colégios, os materiais escolares vão anexar os novos elementos à tabela periódica.

A introdução ao tema será feita de forma lúdica, apenas citando a descoberta. O professor ainda explica que, “as pesquisas são recentes, então levará um tempo até que esse conteúdo seja colocado à disposição. A função do ensino médio é expor apenas as propriedades superficiais de cada elemento. Nesse sentido, o material não está desatualizado, porque o conteúdo é focado em estudar a periodicidade dos elementos”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s