ENSAIO SOBRE O COTIDIANO

Texto e fotos por Elisa Espósito

Na música de Chico Buarque “Cotidiano”, é narrado o dia-a-dia de uma mulher que “faz tudo sempre igual”: acorda as seis da manhã; sorri um sorriso pontual e diz sempre as mesmas coisas. Mas será que toda rotina é igual? Qual o brilho que têm todas as manhãs? O que te faz levantar da cama todos os dias? Esse ensaio pretende mostrar a beleza dos cotidianos. Ações e objetos presentes em nossa vida, retratados com um outro olhar. O registro de pessoas anônimas em situações absolutamente cotidianas enche de significado os acontecimentos mais efêmeros.

Enquanto uns trabalham, outros tem seus momentos de ócio eternizados.São muitos os registros de indivíduos que caminham. Alguns andam de mãos dadas. As ruas se inundam de diversas cores. Desviciar nosso olhar e perceber a beleza que nos cerca é o grande desafio desse ensaio.

Desfrute sempre que estiver enjoado do gosto da vida de cada dia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s