Alta no preço dos medicamentos impacta o orçamento dos brasileiros

Pacientes que fazem uso regular de alguns compostos têm mais dificuldades para comprá-los desde que foi oficializado o reajuste anual

Por Ana Beatriz Ferreira

A Câmara de Regulamentação do Mercado de Medicamentos, a Cmed, anunciou, no início do mês de abril, um reajuste de até 12,5% no valor de cerca de nove mil remédios. Pela primeira vez em mais de dez anos, o aumento foi superior à inflação, em torno de 10,5% entre março de 2015 e fevereiro de 2016, decorrente do período econômico vivido pelo país.

Dentre outros fatores que justificam o aumento, de acordo com a Interfarma, Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa, está a alta do dólar, visto que parte da matéria-prima dos laboratórios é importada.

Consumidores devem pesquisar em mais drogarias para adquirir os medicamentos

Consumidores devem pesquisar em mais drogarias para adquirir os medicamentos (Foto: reprodução)

Dentre outros fatores que justificam o aumento, de acordo com a Interfarma, Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa, está a alta do dólar, visto que parte da matéria-prima dos laboratórios é importada.

Entre as categorias que tiveram aumento, entraram também produtos da Farmácia Popular, destinados ao tratamento de osteoporose, colesterol alto e asma. Procurada, a assessoria do Conselho Regional de Farmácia, CRF-SP, em Bauru, informa que “cabe lembrar que o governo estabelece um valor máximo para cada um, numa lista publicada online pela Anvisa. Sobre essa lista, as farmácias praticam sua política própria de preço, abrindo ou não margem de lucro.”

A alternativa para o consumidor é pesquisar. Na cidade de Bauru, em São Paulo, algumas farmácias buscam chamar atenção. Na Rua Rio Branco do município quem caminhava na última semana lia na fachada de uma drogaria popular : “Antecipe-se ao aumento nos preços e garanta os remédios que você necessita”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s