Whatsapp: o queridinho dos brasileiros

Aplicativo conquista cada vez mais usuários ameaçando os lucros de empresas de telefonia

Por Isadora de Oliveira

O Whatsapp conquistou a preferência dos brasileiros e já faz parte da rotina de milhões de pessoas no mundo inteiro. Segundo uma pesquisa realizada em 2015 pela Nielsen Ibope, existe 72,1 milhões de usuários de smartphones no país. Já outra pesquisa feita pela empresa Opinion Box indica que 89% dos usuários de smartphones no país costumam usar o Whatsapp diariamente.

Com o aumento do poder de consumo das classes mais desfavorecidas nos últimos anos, o acesso à internet e aos smartphones tornou-se realidade na vida de milhares de famílias brasileiras.

E se antes a população se sentia refém dos serviços oferecido pelas empresas de telefonia que cobravam preços considerados por muitos como abusivo e até mesmo inacessível, com o acesso às novas tecnologias o aplicativo de mensagens Whatsapp é cada vez mais utilizado como principal ferramenta de comunicação dos brasileiros.

Como é o caso da assistente administrativa Ana Flávia Moreira de 22 anos, “uso para falar com todos que conheço: amigos distantes, amigos da mesma cidade, minha família que está distante e meu namorado que vejo todos os dias”. Segundo Ana, ela prefere utilizar o Whatsapp, pois o custo é menor comparado com outros meios de comunicação, já que ela precisa pagar apenas pela internet móvel, ela também considera o aplicativo simples de usar, além de ele ocupar pouca memória no celular e economizar tempo quando você precisa falar com muitas pessoas sobre o mesmo assunto.

Por outro lado, aplicativos de mensagens representam uma ameaça aos lucros das empresas de telefonias, que já sentem no bolso os prejuízos causados, principalmente, pelo whatsapp. Essas empresas cobram do governo mudanças na lei e reclamam do cenário atual, em que eles oferecem infraestrutura para que o Whatsapp funcione, sendo que o aplicativo não é regulamentado e também não paga os encargos tributários que as instituições de telefonia precisam pagar. Mas, por enquanto, que continue assim, acesso mais barato a comunicação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s