Em qual pé anda a situação das Olimpíadas no país?

Apesar de obras estarem praticamente acabadas, o Brasil ainda precisa superar outros quesitos

Está praticamente tudo pronto

Está praticamente tudo pronto

Por Thais Viana

A Tocha Olímpica já está em terras brasileiras desde o dia 3 de maio, no entanto nem tudo parece estar em perfeita ordem no país.

No último dia 21 a ciclovia Tim Maia localizada no Bairro de São Conrado na Zona Sul do Rio desabou e matou duas pessoas, o levantamento da prefeitura revelou que a plataforma da ponte estava apenas apoiada aos pilares e com a forte ressaca do mar acabou indo ao chão. Segundo o chefe de engenharia criminalista Liu Tsun, a plataforma deveria estar amarrada aos pilares e que o erro foi primário. Foram gastos 35 milhões na construção da ponte.

Alguns países têm feito propaganda negativa do país e da cidade do Rio de Janeiro. Cientistas americanos defenderam o cancelamento das Olimpíadas em agosto para a revista Forbes. Eles afirmam que a epidemia de Zika Virus seria um dos motivos, “Quem vai ao Rio no meio dessa epidemia do zika vírus? Não as mulheres jovens, que podem engravidar e correr o risco de ter um bebê com deficiência. Não um homem com uma vida sexual ativa, que pode correr o risco de transmitir a doença para sua parceira. Talvez apenas os atletas, técnicos e outros membros das delegações dos países irão viajar ao Rio”, afirmaram Arhur Caplan e Lee Igel.

Além do risco de transmissão do zika vírus, tem o alto nível de poluição das águas. Os atletas que irão competir no torneio de vela e de remo estarão expostos a níveis de coliformes fecais. Essas competições serão realizadas na Baía de Guanabara e na Lagoa Rodrigo de Freitas.

O jornal britânico BBC afirma que esses fatores são um coquetel preocupante que podem atingir os jogos do Rio 2016. “Entre eles (os fatores) estão acusações de corrupção nas obras da linha 4 do metrô e do Porto Maravilha, “menina dos olhos” do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, a incerteza sobre o impeachment da presidente Dilma Rousseff e as graves dificuldades financeiras do país. ”

O portal Cidade Olímpica tem divulgado o andamento das obras que em sua maioria já estão acima de 90% da execução, que abrangem o Parque Olímpico, Centro Olímpico de tênis, Velódromo Olímpico, Arena do futuro, Estádio Aquático Olímpico, Arenas Cariocas, Centro internacional de transmissão, MPC/Hotel, Campo de Golfe, Vila dos Atletas, Estádio Olímpico de Canoagem Slalom, Arena da Juventude, Circuito de mountain bike e Centro Olímpico de hóquei. A previsão de gastos com as Olimpíadas está 36,7 bilhões de reais.

O estudante de Jornalismo Jorge Salhani se candidatou para cobrir o evento para um veículo de comunicação alemã e acredita que se trata de um evento histórico para o Brasil, por ser a primeira vez que o país sedia os jogos.

Aparentemente em quesito de obras para receber os jogos, a cidade do Rio de Janeiro está preparada, mas ainda resta saber se conseguirá vencer os problemas de meio ambiente e os riscos à saúde dos atletas e telespectadores.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s