Reality show: a competição entre os participantes pelo melhor prato

Telespectadores ficam ligados nas telinhas para ver quem se sai melhor

Por Mara Carvalho

Os programas de televisão vêm promovendo a culinária em realities shows. Amantes ou não da cozinha sempre acabam dando uma espiada, seja para ver o cardápio ou para observar a atuação dos competidores.

A pressão das provas e a tensão sofrida pelos participantes chamam a atenção do telespectador. Para a psicóloga Ana Paula de Toledo Afonso, a disputa é o fator chave: “a sociedade está em uma competição acirrada”, afirma.

13100693_1018129754890446_1390285997311684992_n

A busca pela perfeição do melhor prato: participantes sobre pressão durante as provas. Foto: reprodução

A mitologia de Cavalo de Troia, batalha entre gregos e troianos, retrata bem o dia a dia das pessoas, pois em uma competição vence o mais preparado estrategicamente. Na atual conjuntura, tal realidade é enfrentada pela sociedade. Inclusive, é comum empresas estimularem competições internas.

Seja na preparação de um prato sofisticado ou  na venda de uma caneta, é necessário estar preparado, ter habilidades, e autocontrole se torna imprescindível para executar tarefas e chegar ao resultado almejado. “Em um dos programa de reality,  venceu a moça que melhor soube liderar em grupo, já o rapaz era muito bom com os pratos, porém, muito autoritário e mandão,  foi desclassificado”, relembra a psicóloga. Na ótica de Ana Paula, a competição é sadia, mas é preciso saber liderar e se colocar diante das pessoas.

Giovana Ribeiro Silva, de 11 anos, gosta de cozinhar. “Assisto aos programas para ver as receitas e os pratos diferentes”, afirma. A gastronomia tem um papel importante na sociedade, pois ela aproxima etnias, culturas e famílias. Os realities representam um recorte da vida real e também alimentam a fantasia. O telespectador em algum momento pode se projetar participando do programa ou fazendo e consumindo os pratos exibidos.

Crianças e adultos ficam atentos aos realities, por reunirem entretenimento e culinária. Ana Paula diz: “as pessoas também assistem para ver o comportamento do outro diante das pressões”. Saber disputar e ser líder é necessário diante de um mundo tão competitivo, mas o lado humanizado nunca pode cair no esquecimento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s