Reformas trabalhistas indigestas

Com um novo governo, propostas de flexibilização da CLT ganham força. Trabalhadores podem sair no prejuízo

construction-287867_1920

(Foto: Pixabay)

Por Rafael de Paula

Desde que o presidente em exercício Michel Temer assumiu o poder Executivo Brasileiro, propostas que visam reformar e suavizar as leis trabalhistas, vêm rondando as pautas governistas. O próprio presidente chegou a afirmar, em agosto, sobre as reformas que “o que queremos é manter empregos, e manter emprego é manter a arrecadação que o emprego dá ao poder público brasileiro”. Entre os temas que serão revisados estão a jornada de trabalho, o 13° salário e a negociação de férias, além do aumento da terceirização no Brasil.

A seguir, confira a entrevista de Benjamin Steinbruch, vice-presidente da Fiesp, com o jornalista Fernando Rodrigues:

O que o governo não fala é que, de forma geral, a negociação entre patrões e empregados se dá de forma muito desigual. Para o professor e pesquisador da Unicamp José Carlos Krein, “(flexibilidade) é uma condição favorável para a empresa utilizar o trabalhador de acordo com as suas necessidades”.

Escute o que José Carlos Krein, professor de economia da Unicamp, tem a dizer:

Estas propostas têm causado uma polêmica tão grande na, já frágil, imagem do governo Temer, que têm sido prorrogadas constantemente. O que era pra ser votado este ano ainda, já está previsto apenas para o segundo semestre de 2017, de acordo com o ministro do trabalho, Ronaldo Nogueira. O que se espera é que estas reformas beneficiem os trabalhadores, que são a parte mais fraca da relação patrão-empregado, já que está sendo visto justamente o oposto.

Anúncios

Uma resposta para “Reformas trabalhistas indigestas

  1. Pingback: Edição Primeiro Semestre 2016 está no ar | UniversiTag#·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s