Natalie Portman denuncia desigualdade salarial em Hollywood

Atriz confessa discrepância em salário de filme e traz a tona a diferença salarial de Hollywood

Natalie Portman

Indicada ao Oscar, Natalie Portman estrela Jackie (Foto: Hollywood Reporter)

Por Ana Carolina M. Alves

Natalie Portman foi mais uma vez notícia dos tabloides. A matéria na qual foi citada falava não somente de sua indicação ao Oscar por sua performance em Jackie, mas também da questão polêmica em Hollywood levantada pela atriz: a discrepância salarial entre homens e mulheres. Portman, 36, revelou em uma entrevista para a revista Marie Claire britânica que recebeu o equivalente a um terço do salário de Ashton Kutcher para estrelar ao seu lado em Sexo Sem Compromisso (2012).

A atriz explicou o motivo por ter falado do assunto apenas cinco anos depois do ocorrido: “Na época, eu não fiquei tão irritada quanto eu deveria. Nós realmente ganhamos muito dinheiro, então é complicado reclamar. Mas a disparidade é uma loucura. Temos um sério problema de mulheres sem oportunidades. Eu quero ser parte da solução, e não do problema”, contou à revista.

Portman não é a primeira atriz a falar sobre o assunto. Uma das estrelas da série Shameless, Emmy Rossun, não aceitou a renovação de seu contrato para a oitava temporada do seriado enquanto o canal não renegociasse seu salário e o deixasse equivalente ao de seu companheiro William H. Macy. A atriz Robin Wright (House of Cards) também ameaçou expor sua emissora, caso não tivesse seu salário equiparado ao de Kevin Spacey, um dos protagonistas da série. “Há muito poucos filmes e seriados nos quais o homem e a mulher têm o mesmo peso. E em House of Cards eles têm”, declarou a atriz durante um evento da Rockefeller Foundation.

Hollywood possui uma conta específica sobre quanto cada ator e atriz devem ganhar. Essa conta envolve o quanto essa pessoa vale no mercado em relação a popularidade, premiações e tempo na indústria. Muitas vezes, as mulheres ficam por baixo mesmo possuindo um reconhecimento superior aos dos homens.

Jennifer Lawrence falou da descoberta sobre ela e a atriz Amy Adams ganharem 2% a menos que Bradley Cooper, Christian Bale e Jeremy Renner quanto aos lucros do filme no qual atuaram juntos. Ela constatou isso no dia em que a emissora de televisão Sony foi hackeada e alguns dados vazaram na rede. A atriz expôs sua indignação sobre isso na mesma entrevista à Marie Claire: “Quando as mulheres negociam por um cachê maior, elas preocupam-se com o fato de acharem elas ‘difíceis’ ou ‘mimadas’. Mas quando eu vi o salário deles na Internet, percebi a realidade: nenhum dos homens com quem eu trabalhava tinha essa preocupação”.

E o problema não para por aí: uma pesquisa do Centro de Estudo Sobre Mulheres na Televisão e no Cinema, da San Diego State University, revelou que o percentual de protagonistas mulheres nos filmes de maior bilheteria de 2014 foi de 12%, uma porcentagem cada vez menor com o passar dos anos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s