Viola Davis é a primeira atriz negra a ser indicada três vezes ao Oscar

A atriz é a primeira mulher negra a ser indicada três vezes ao Oscar

Viola Davis

Viola Davis faz história mais uma vez com sua indicação ao Oscar (Foto: Jordan Strauss/Invision/AP)

Por Ana Carolina M. Alves

A revelação dos indicados ao Oscar 2017 trouxe uma agradável e até já esperada surpresa para os fãs de Viola Davis: a atriz foi indicada pela terceira vez ao prêmio. Dessa vez, ela concorreu na categoria de melhor atriz coadjuvante por sua atuação no filme Um Limite Entre Nós (Fences) e levou a estatueta em 26 de fevereiro de 2017.

Estrelado e dirigido por Denzel Washington, Fences é uma adaptação da peça de August Wilson. No longa, Viola da vida à Rose, esposa de um ex-atleta frustrado (Troy Maxson) que foi obrigado a abandonar o baseball por restrições raciais da época. A personagem precisa lidar com o conflito do marido com o filho, Cory, quando o jovem é recrutado por um time de futebol americano. Importante ressaltar que essa não é a primeira vez de Davis e Washington encarando o papel de Rose e Troy em uma adaptação do texto. Eles já haviam protagonizado um musical na Broadway em 2010, pelo qual a atriz ganhou um Tony Awards.

A terceira indicação de Viola Davis ao Oscar marcou seu nome na história. Whoopi Goldberg é a antiga recordista e havia sido indicada duas vezes, em 1986 por A Cor Púrpura e em 1991 por Ghost, sendo premiada na categoria de melhor atriz coadjuvante. Davis concorreu em 2009 por A Dúvida e em 2002 por Histórias Cruzadas.

Viola também fez história no ano passado como a primeira mulher negra a ganhar um Emmy Awards na categoria de melhor atriz de drama e emocionou a todos com seu discurso: “A única coisa separando as mulheres de cor de outros é a oportunidade. Você não pode ganhar um Emmy por papéis inexistentes. Então aqui está para todos os escritores, essas pessoas maravilhosas, Ben Sherwood, Paul Lee, Peter Nowalk, Shonda Rhimes. Pessoas que redefiniram o significado de ser bonita, ser sexy, ser uma mulher protagonista, ser negra”.

A indicação de Viola e sua posterior vitória também nos faz olhar para a mudança de postura do Oscar em relação a atrizes e atores negros. Nos últimos dois anos nenhum negro foi indicado para qualquer das 29 categorias da premiação. Em 2017, pudemos observar um maior reconhecimento da indústria tanto nas categorias de atuação quanto nas de produção. O escritor e diretor de Moonlight (Barry Jenkins) é apenas o quarto negro a ser indicado à categoria de melhor diretor, enquanto Kimberly Steward é apenas a segunda negra a ser indicada à categoria de melhor produtora.

A presidente da Associação Afro Americana de Cinema (AAFCA), Gil Robertson IV, fez uma declaração sobre essa maior diversidade da premiação: “AAFCA está muito feliz com o número recorde de indicações conquistadas por atores e atrizes de cor. A AAFCA aplaude a Academia por seus esforços e esperamos que esse progresso continue a refletir a rica diversidade da América”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s