Bauru bate o Paulistano e coroa projeto vencedor com o título inédito do NBB

A equipe venceu o Jogo 5 das finais pelo placar de 92 x 73 jogando na cidade de Araraquara (SP)

Foto: Lucas Guanaes/Locomotiva Esportiva

Por Bruno Ribeiro

A 9ª edição do Novo Basquete Brasil chegou ao fim no último dia 17 de junho de 2017. O Bauru Basket havia sido vice-campeão das duas temporadas anteriores e venceu a equipe do Paulistano por 92 x 73 no jogo 5 das finais, oportunidade na qual faturou o título inédito da competição. Embora tenha vencido recentemente, o Campeonato Paulista e a Liga das Américas, a agremiação do interior paulista não conquistava um torneio nacional desde 2002, quando a CBB (Confederação Nacional de Basquete) ainda organizava o principal campeonato do país.

A façanha bauruense coroa um trabalho a longo prazo de uma cidade que respira basquete, conforme explicou o ala Guilherme Deodato após o término do jogo: “É especial demais. São momentos impagáveis, a gente luta o ano inteiro pra passar por isso. A cidade vinha batendo na trave há muito tempo, mas hoje a gente pode gritar que é campeão. Temos que ser totalmente gratos a essa torcida maravilhosa, se não fossem eles, talvez a gente não conseguiria”.

O time sofreu um forte abalo no começo da temporada quando o antigo patrocinador decidiu reduzir o investimento. Mas outras empresas se reuniram para manter o projeto – e o resultado final não poderia ter sido melhor. “Superação é a palavra. A gente passou por muitas dificuldades financeiras; perdemos jogadores, mas continuamos firmes, batalhando muito, treinando muito, e agora conseguimos chegar onde a gente queria”, afirma o jogador Léo Meindl.

Foto: Lucas Guanaes/Locomotiva Esportiva

Para o técnico Demétrius Ferracciú, a conquista do título o consagra como um dos melhores treinadores do país, além de ter um significado muito especial em relação à numerologia. “Se a gente perde, eu sou o errado, eu sou o técnico ruim. Mas quando ganha é essa maravilha. O importante é a gente comemorar. Não tenho mágoa com ninguém, sei que eu fui muito questionado, mas acredito muito no meu trabalho, na minha filosofia, e é isso que eu vou levar pra gente comemorar. E sabe o que é legal? Eu sempre joguei com a camisa 9. Minha vida inteira eu joguei com a 9. E hoje estamos conquistando o título do NBB 9. Isso é muito especial pra mim”, conclui o treinador. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s