Festivais: a conexão entre o Brasil e a música

Se você não conhece um festival de música, essa é sua chance de conhecer alguns dos mais prestigiados dentro do Brasil

Por Beatriz Kuroki

Crédito: Eric Ward on Unsplash

Se você curte festivais de música, independente do estilo, talvez devesse agradecer aos gregos que, antes mesmo da era cristão ter início, tinham o costume de organizar jogos e festividades com esportes, teatro e músicas de caráter competitivo — o que acabou inspirando muitos outros povos a também realizarem tais tipos de evento. Com o passar dos anos a música se separou das outras atividades por um bem maior: os grandes festivais.
Uns eram competições entre artistas, alguns apenas entretenimento e outros até considerados como uma maneira de protesto e resistência. O primeiro evento, com intuito de apreciação da música, foi criado pelo alemão Richard Wagner, um cantor de ópera que queria apresentar suas composições. Apesar da dificuldade financeira, Wagner conseguiu dar vida ao Bayreuth Festival, reconhecido e concorrido por fãs de todo o mundo até os dias de hoje. As filas de espera dos ingressos chegam a dez anos… Você tem noção da grandiosidade disso?
E a ópera, apesar da diferença de ritmos e letras, deu asas para festivais de diferentes estilos musicais como Jazz, Rock, Música Popular, Reggae e Indie acontecerem. Não podemos deixar de citar também eventos como o Woodstock, um dos mais famosos da história. Aconteceu em meados de 1969, época em que o mundo acabara de passar e ainda possuía resquícios de grandes conflitos, tendo assim como sua principal proposta um festival de três dias completamente voltado a sexo, drogas e rock’n’roll — daí a famosa frase que todos nós conhecemos.

Crédito: Reprodução

No Brasil a diversidade de festivais também é enorme. Vamos conhecer um pouco sobre alguns dos que já passaram por território nacional:

Tropicália:

Com o país recém dominado pela ditadura militar, em meados da década de 60, surgiu o movimento tropicalista. Movimento este que não se tratava apenas de um estilo musical ou qualquer coisa do gênero, mas que era visto como uma maneira de agir contra, além de participar do cenário brasileiro e todas as situações da época. Músicas com tons de crítica, letras transformadoras e poderosas.
Grandes nomes da música popular brasileira como Gilberto Gil, Caetano Veloso, Tom Zé, Gal Costa, Nara Leão, entre outros, tiveram papel importante nesse festival organizado pela Record.

Lollapalooza:

Quem já ouviu falar da banda Janes Addiction deve saber que seu vocalista Perry Farrell foi a mente por trás desse grande festival. Farrell, em um de seus shows no começo da década de noventa, decidiu convidar várias bandas de amigos para tocarem juntos, no que mais tarde viria a se tornar o Lollapalooza. O evento que marca presença até hoje no Brasil, assim como em vários países do mundo, teve um hiato devido a venda baixa de convites entre 1997 e 2003, voltando com tudo em 2004 na cidade de Chicago, Illinois. Tornou-se internacional a partir do ano de 2011 com um edição realizada no Chile e um ano depois vindo ao Brasil.

Rock in Rio

Criado em 1985 por Roberto Medina, com a finalidade de colocar o Brasil no mapa dos festivais musicais, o Rock in Rio teve 17 versões desde a sua criação, alternando entre países como Brasil, Espanha e Portugal. Mais de 1550 artistas e bandas já passaram por seus palcos, mas diferentemente do nome o que revoltou algumas pessoas no início da mudança há a presença de estilos musicais diversificados.
Desde 2010 o festival vem acontecendo todos os anos, mantendo as cidades nas quais sempre aconteceu e impactando milhões de fãs mundo afora.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Festival Sonido

Dois dias de festival dedicado a músicas instrumentais no norte do país (Belém PA) e que passou pela sua segunda edição no ano de 2017. O evento vem crescendo e abraçando um público que até então não possuía nada voltado para o estilo. Os organizadores Marcelo Damaso e Renee Chalu já têm experiência no ramo há 11 anos. Eles equilibram as atrações entre paraenses e bandas e artistas de outros estados brasileiros. O festival é gratuito em ambas as datas.

No ano de 2017 a banda instrumental Aeromoças e Tenistas Russas teve a chance de se performar no Festival Sonido. A experiência foi incrível, pois apesar de se tratar de um festival de música instrumental, fomos o único projeto a trazer uma pegada eletrônica contou o tecladista da banda, Gustavo Palma.

Palma também falou um pouco sobre como é viver nesse mundo, onde a música mudou a vida dele:eu acho incrível poder tocar ao vivo para muitas pessoas ao mesmo tempo, pois é muita energia envolvida e compartilhada! E o movimento do público não mente!. A banda já lançou 4 discos desde 2011 e estão iniciando uma carreira internacional, participando de shows e festivais em países na Europa, como Espanha, Holanda, Alemanha e Portugal a partir de junho de 2017.

Inter MPB

Diferente dos festivais grandes que encontramos pelo Brasil, o Inter MPB é algo mais próximo da nossa cultura, já que é organizado por universitários unespianos da cidade de Ilha Solteira. O evento foi idealizado por um grupo de estudantes e professores que se inspiraram no Festival Nacional de MPB de Ilha Solteira em 1991.

No festival, bandas de diversos campi da UNESP se apresentam e concorrem a prêmios, juntamente com shows meramente voltados ao entretenimento. Os organizadores afirmaram que as dificuldades de um evento majoritariamente universitário são realmente maiores devido à comunicação, localidade e público.

No entanto,decidiram organizar um evento que pudesse integrar toda a comunidade universitária da UNESP, disseminada em diversos campi espalhados por todo o estado de São Paulo, num evento que usasse uma linguagem universal: a música”, explicou a organização do evento, que ainda não se posicionou quanto à uma nova edição no ano de 2017.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s