De entretenimento para educação

Games evoluíram de mero passatempo a verdadeiras aulas de história e ciência

Por Tomio Komatsu

12

E.V.O. Search for Eden. Imagem: Divulgação

Há tempos os games não trazem apenas o controle de um personagem sob um objetivo, como também dissolvem elementos extras para que o jogador tenha uma experiência mais rica e intensiva. Podemos ver exemplos como E.V.O. Search for Eden (SNES), Spore (PC, Wii) e FloW (PSP, PS3), que usam como tema principal a evolução da forma de vida sob um ambiente. É possível encontrar temas mais específicos, como a introdução ao mundo mitocondríaco com Parasite Eve, ou o tema médico de Trauma Center.

Mas não apenas do lado da ciência os games estão apoiados, como também muito material histórico é relembrado através de polígonos.

22.jpg

Série Uncharted. Imagem: Divulgação

Um dos exemplos disso é a série Uncharted, protagonizado por Nathan (Nate) Drake, suposto parente de Francis Drake, um famoso navegador inglês do século XVI. A trilogia da Naughty Dog leva Nate para conhecer diversos pontos do mundo atrás de vestígios de aventura de seu parente(?) que, por sua vez, o leva a locais e/ou tesouros jamais vistos pela humanidade. Apesar do óbivo conteúdo fictífio, a série não deve em conteúdo informativo legítimo, como em Uncharted 3, onde os personagens comentam sobre Francis ter sido nomeado pela Rainha Elizabeth I, por exemplo.

Para Christiano Scheifer (35), de Curitiba-PR, essa sofisticação do conteúdo dos games é muito bem-vinda. “Jogo desde minha infância, onde meus pais diziam que o videogame faz mal, que não acrescenta em nada, coisa do tipo. Agora eu já posso dizer com propriedade para meus filhos jogarem videogames, pois são educativos. Roberto Lacerda (30), de Fortaleza-CE, reforça a visão de Christiano: “sou professor, e hoje não tem ferramenta melhor do que os games para transmitir algo para os alunos. Você ensina (e os alunos aprendem) melhor, tem mais vontade quando envolve algo que você gosta. E quem não gosta de games hoje em dia?”

Os games acima citados são apenas algumas franquias que retratam os passos do homem ao longo dos anos, narrando-as da forma mais deliciosa que o próprio já criou: os videogames. A história mudou, e dizer que o atual entretenimento eletrônico não traz benefício nenhum, é passado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s