Pela janela: um olhar de dentro para belas paisagens

Por Camila Gallate

Um ensaio sobre lugares e a vista que cada ponto proporciona. Seja uma fresta ou uma cidade inteira, cada janela reflete uma história. Nesta galeria, viajei por diversos lugares, neles cliquei aquilo que para mim, mais representava o presente. Iniciei o percurso em Bauru, passando por Jundiaí, Argentina e então viajei por 30 dias com uma mochila nas costas pelo continente europeu. Em Bauru, interior de São Paulo, retratei a cidade deixando pela fresta da cortina um dos seus pontos mais conhecidos: o parque Vitória Régia. Também retratei a vista de uma república que uma vez chamei de casa, mas desta vez a janela compunha o interior do retrato. Em Jundiaí, também interior de São Paulo, retratei o momento que o sol começou a se por até o crepúsculo levando a escuridão da noite. Viajei pela América do sul e dentro de um barco encontrei a vista que até hoje considero ser a mais bonita já vista por uma janela: a cordilheira coberta por gelo. O registro foi feito a caminho da mesma. Então aterrizei em território europeu e comecei por Coimbra. Lá, visitei uma das universidades mais antigas: A Universidade de Coimbra, onde Brás Cubas de Machado de Assis havia cursado direito. Um senhor me contou, quando mencionei que era brasileira, que havia participado das filmagens, naquela mesma universidade, do filme referente à obra. Então retratei do seu interior, a vista para o pátio. De lá, conheci Londres e a emoção foi tanta, que pouco sobrou pra um registro fotográfico, a principal lembrança, guardei só pra mim. Segui meu rumo e registrei uma vista diferente para a tão icônica Paris. Longe da Torre Eiffel, do arco de triunfo, encontrei apenas árvores e um bairro tranquilo, um pouco afastado da agitação parisiense. Segui pela Bélgica, Holanda, Alemanha e em cada uma encontrei uma peculiaridade e receptividade diferente.  E por fim aterrissei na Itália, onde encontrei uma cidadezinha conhecida por Bologna, ou Bolonha no Português. Após mais de 300 degraus, encontrei uma vista inacreditável e através de uma janela, fiz o último registro da minha viagem pelas frestas.  

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s